Notícias Corporativas

Geriatra Brasileiro lança curso para tratamento da depressão em idosos

Embora seja considerada um dos males do século XXI, a depressão costuma ser subdiagnosticada e subtratada, sobretudo em pessoas mais idosas, acometidas, muitas vezes, por mais de uma enfermidade, fator que dificulta tanto o diagnóstico quanto o tratamento dos pacientes nessa faixa etária. 

O curso Depressão no Idoso é uma tentativa de amenizar esse problema e dialoga com todas as especialidades, visto que as opções de tratamento vão depender da existência ou não de uma ou mais patologias. A introdução de antidepressivos ou outros medicamentos em pacientes nessas condições pode ser complexa e delicada, sendo, portanto, do interesse de toda a comunidade médica que, invariavelmente, acaba lidando com o idoso. 

Quais as consequências do subdiagnóstico de depressão no idoso?

De acordo com o Dr. Ulisses Cunha, o diagnóstico da depressão no idoso não costuma ser tão claro, razão pela qual há inúmeros casos de sub-diagnósticos, ou seja, o não reconhecimento dessa condição por parte do médico. 

“A apresentação, muitas vezes, é diferente daquela das pessoas mais jovens. O não reconhecimento e, consequentemente, o tratamento incorreto pode gerar consequências desastrosas nessa faixa etária como o suicídio e o aumento da mortalidade por doenças cardiovasculares (acidente vascular encefálico e infarto), dentre outras”, disse Dr. Ulisses Cunha.

Peculiaridades do tratamento

Assim como o diagnóstico, o tratamento da depressão em pessoas de idade mais avançada também é complexo, em virtude da existência de outras enfermidades comumente associadas, como demência, acidente vascular encefálico, doenças renais e doenças cardíacas, e, consequentemente, uso de várias medicações.

Segundo o Dr. Fábio Lopes Rocha, psiquiatra, coordenador da clínica psiquiátrica do Instituto de Previdência dos Servidores de Estado de Minas Gerais e doutor em ciências da saúde, convidado para a apresentação do curso Depressão no Idoso, a prescrição de antidepressivos nesse grupo de pacientes não é fácil e, caso não feita corretamente, pode provocar a piora de outras condições clínicas. 

Por esse motivo, a condução do caso deve ser feita de forma diferenciada, como explica o Dr. Ulisses Cunha: “muitas vezes é necessário ir além da prescrição de antidepressivos de nova geração. Por vezes, faz-se necessária a utilização dos de primeira geração, como os tricíclicos e os inibidores da monoamina oxidase. Em situações excepcionais, como nas depressões graves nas quais o paciente não apresenta resposta por outros métodos, o uso da eletroconvulsoterapia tem se mostrado uma alternativa a ser considerada, assim como o da cetamina.”   

Dr. Ulisses Cunha faz parte de equipe pioneira e referencial em psicogeriatria no Brasil

Especialista pela Universidade de Birmingham – Inglaterra, o Dr. Ulisses foi um dos responsáveis por introduzir a geriatria científica no Brasil e por criar, em 1993, a primeira residência em Geriatria credenciada pelo MEC no Estado de Minas Gerais. 

Desde o início de sua carreira, o geriatra esteve intrinsecamente ligado à produção científica. Não à toa, conta com diversas publicações científicas nacionais e internacionais, além de diversos livros e capítulos de livros, sendo um dos cânones da medicina baseada em evidências aplicada ao idoso no nosso país, como menciona o Dr. Fábio Lopes Rocha: “A geriatria no Brasil deve muito ao Doutor Ulisses Cunha. […] até então a Geriatria era praticada sem a preocupação com evidências científicas”, afirma o psiquiatra. 

De acordo com o psiquiatra, antes do pioneirismo do Dr. Ulisses, os médicos de outras especialidades que se dedicavam ao tratamento de idosos limitavam-se a replicar condutas que, embora corretas quando aplicadas a pacientes mais jovens, não se adequavam às particularidades de pessoas com idade mais avançada.  

Curso Depressão no Idoso: casos clínicos ilustram como diagnosticar e tratar depressão em idosos com comorbidades

Sabedor que o correto diagnóstico e tratamento da depressão em idosos pode mudar a realidade de milhares de pessoas e que a transmissão desse conhecimento é do interesse tanto dos profissionais de saúde recém-formados quanto dos veteranos, o Dr. Ulisses, por meio de sua plataforma iGeriatria, idealizou o curso Depressão no Idoso, ministrado por meio da exposição de casos clínicos, método de ensino adotado pelas principais universidades do mundo, como a Universidade de Harvard.

No curso, o geriatra aborda oito módulos:

  • Aspectos Gerais
  • Tratamento
  • Tipos Mais Prevalentes de Depressão no Idoso
  • Depressão e Comorbidades
  • Diagnósticos Diferenciais
  • Efeitos Colaterais Mais Frequentes dos Antidepressivos no Idoso
  • Tratamento em Situação de Alta Complexidade
  • Tratamento em Situações de Emergência

Além dos desdobramentos de cada módulo, o curso conta com materiais complementares para download e uma equipe de apoio para sanar dúvidas. 

Agregar conhecimento geriátrico é o grande desafio do portal iGeriatria, além de possibilitar a troca de experiência entre os profissionais geriatras e de outras especialidades, assim como de ideias e insights sobre a área, como forma de direcionar o fomento ao conhecimento especializado para diagnósticos e tratamentos direcionado ao público idoso. 

“Como geriatras, temos de assumir nosso papel de incentivadores, de multiplicadores de informações para outros médicos geriatras, aspirantes à geriatria e também médicos de outras especialidades” afirma Dr. Ulisses Cunha, firmamos o compromisso de ajudar colegas que querem aprofundar seus conhecimentos e conhecer as perspectivas de atuação na área geriátrica. 

Mais informações

  • Início imediato e inscrições abertas com vagas limitadas por turma. Inscrições em www.igeriatria.com.br/cursos

Ministrante do curso:

Doutor Ulisses Gabriel de Vasconcelos Cunha

  • Membro Pesquisador Honorário em Medicina Geriátrica pela Universidade de Birmingham – Inglaterra
  • Fellow pela American Geriatrics Society
  • Mestre em Ciências da Saúde
  • Especialista em Geriatria e Gerontologia pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia
  • Coordenador da Clínica Geriátrica do Hospital dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg)
  • Coordenador da Residência Médica em Geriatria do Hospital dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg)
  • Formação em Psicofarmacoterapia
  • Membro titular da Academia Mineira de Medicina

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.