Notícias Corporativas

Restaurantes do Brasil movimentam mercado de importação de alimentos japoneses

A imigração japonesa no Brasil completou 114 anos no dia 18 de junho. Em 1908, 700 agricultores desembarcaram de um navio no porto de Santos para lavrar o solo brasileiro, começando pelas fazendas do interior de São Paulo.

Desde então, a comunidade japonesa cresceu a ponto de tornar o Brasil o país com a maior comunidade japonesa fora do Japão: por aqui, vivem 1,9 milhões de nikkeis – termo que faz referência a descendentes nascidos fora da “Terra do Sol Nascente”, japoneses que vivem no exterior e simpatizantes da cultura japonesa -, segundo a Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social).

De lá para cá, o intercâmbio entre os dois países se fortaleceu, o que pode ser observado em elementos como as influências culturais, religiosas e gastronômicas, já que o Brasil possui milhares de restaurantes que servem comida japonesa diariamente. Para abastecer as cozinhas dos restaurantes, há um mercado de importação de alimentos japoneses que providencia os ingredientes importados do Japão.

Para falar sobre o tema, a reportagem entrevistou Márcio Koji Ikawa, sócio-diretor do Misoya Ramen – rede de restaurantes especializada em missô ramen -, que funciona no bairro da Consolação, em São Paulo (SP). A seguir, ele comenta os principais ingredientes importados do Japão e os pratos que podem ser feitos:

Algas marinhas, kombu e nori

Ikawa afirma que os principais ingredientes importados do Japão para restaurantes brasileiros são algas marinhas, kombu e nori. “O kombu é utilizado em caldos, podendo extrair o sabor e também consumir a alga em cozidos. Já o nori é um produto popular no Brasil muito utilizado em temakis e ramen”.

Saquê

“O saquê, já conhecido por muitos, é uma bebida alcoólica, produto com grande variedade no mercado, que pode ser consumido tanto quente como gelado”, explica. Entre os temperos, o empresário afirma que o saquê licoroso, assim como o saquê de cozinha, são utilizados na maioria dos pratos japoneses, como sushi, sukiyaki e ramen – conhecido no Brasil como lamem e udon. 

Embora não haja dados recentes, uma pesquisa realizada pelo Groupon América Latina em 2015 indicou que o sushi é o segundo prato favorito dos brasileiros (17,5%), depois do churrasco (28%). A sondagem entrevistou 5 mil pessoas do Brasil, Chile, Argentina, Colômbia e México.

Missô

Ikawa destaca que o missô, pasta de soja fermentada, também é um produto muito popular no Brasil, não apenas pelo sabor, como também por ser considerado, por muitos, um produto muito saudável. “O missô oferece grande versatilidade, sendo utilizado para fazer conservas, caldos, cozidos, assados, refogados, biscoitos e, até mesmo, doces”.

Para concluir, o sócio-diretor do Misoya Ramen conta que os principais pratos tradicionais japoneses apreciados por brasileiros são o tsukemono – conservas -, o ramen e tonjiru, um caldo com legumes e carne de porco, entre muitos outros.

“Passados mais de cem anos desde a imigração, os laços entre Brasil e Japão têm se fortalecido a cada dia, e os restaurantes que servem comida japonesa cumprem um papel importante para manter as tradições e a cultura japonesa sempre vivas”, conclui.

Para mais informações, basta acessar: https://www.instagram.com/misoyabrasil/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.